quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

FUGA

¨Vou fugir no tempo...me perder no vento...e onde quer que eu vá, não levarei tua imagem//Vou fugir para não me perder...não querer...não sofrer// Vou fugir..." Lu@

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

DEIXO


"Eu me lembro sempre...onde quer que eu vá...só um pensamento...em qualquer lugar...só penso em você...em querer te encontrar..." Ivete Sangalo

domingo, 27 de janeiro de 2008

NÃO

" Não tenhas medo...descubra meus segredos//Não fujas...me reinvente no teu corpo//Não fiques a olharme...me possua// Não tentes justificar...entregue-se//Não percamos tempo...sejamos nós." Lu@

PRAZER E ÊXTASE


¨O prazer se faz em êxtase: quando o meu corpo,...feito água...descobre todos os caminhos do seu e deixa-se ficar...onde você mergulha em mim" Stela Fonseca

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

SENTIDOS


Não quero seu sorriso
Quero sua boca
No meu rosto
Sorrindo pra mim
Não quero seus olhares
Quero seus cílios
Nos meus olhos
Piscando pra mim
Transfere pro meu corpo
Seus sentidos
Pra eu sentir
A sua dor, os seus gemidos
E entender porque
Quero você !
Não quero seu suor
Quero seus poros
Na minha pele
Explodindo de calor.

Zélia Duncan

LOBA

"Loba em noite de lua cheia... A uivar segredos e desejos reprimidos... Represa incontida... Deságua em mim."

(Nick Mason)

MEU DESEJO

"Sorver teus póros... Saciando meu desejo com teu néctar... Teus licores, odores, e cores."

(Nick Mason)

domingo, 20 de janeiro de 2008

TU PIEL

"Te comería cada milímetro de tu piel, te abrazaría hasta fundirme con tu cada centímetro de tu cuerpo"

ENAMORADOS

"Cuando dos personas necesitan ver cada vez más el uno al otro y cada vez menos a otras personas, es que están enamorados"

LUNA

Cuando mires la luna...acuerdate de mí...

sábado, 19 de janeiro de 2008

QUERO

"Quero estar com você num momento chamado sempre"

ESPERAR

Esperei
Sonhei
Tentei
Acreditei
Era ilusão!
Acordei
Voltei

Esperei...
Lu@

CANÇÃO DE OUTRAS PALAVRAS

"O melhor cuidado com o amor é deixar que floresça, pois amor não se cultiva: é flor selvagem, bela por ser livre. Como as estações do ano ele se abre, dorme, e volta a perfumar a vida. Amor é Dom que se recebe com ternura, para que não pareça sua delicadeza em nossa angústia./// O amor não deve encerrar a coisa possuída, mas ser parapeito de janela ou cais de onde se desprendam os revôos e partam os navios da beleza para voltarmos ou não, conforme amarmos: nem de menos nem demais” (Lya Luft)

AONDE QUER QUE EU VÁ

"Olhos fechados/Pra te encontrar/Não estou ao seu lado/Mas posso sonhar/E aonde quer que eu vá/Levo você no olhar/Não sei bem certo/Se é só ilusão/Se é você já perto/Se é intuição /E aonde quer que eu vá/Levo você no olhar/Longe daqui, longe de tudo/Meus sonhos vão te buscar/Volta pra mim, vem pro/meu mundo/Eu sempre vou te esperar"

(Música: Herbert Vianna)

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

FLERTE


“Os olhos que anunciam //O meu descobrimento//Conquistam estrelas// Bem no meu firmamento//Na órbita de um flerte//Perdidamente//A trajetória é uma// Atração permanente//Não há como fugir//Não dá pra ter sossego//Por um instante//Tudo é um segredo//Olhar cruzando olhar//E um querer ardente//Lá dentro a disparar//O coração da gente//Negros olhos da noite//Claros verdes da mata//Castanhos de rio//Cristalino céu//E esse azul que arrebata.” João Bosco

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

ALÉM DE MIL POEMAS

"Diante desses mil poemas/ Dedico-te mil e um/ E proclamo-te dez mil, entre várias vozes/ Entre várias gotas douradas de êxtase/ Direi sempre que sempre te amarei/ Na aurora de teus desejos supremos/ Enquanto choram os sinos ao teu redor/ Enquanto anjos imaginadores lavam tua alma/ Diante da nossa metafórica noite/ Diante de nossas noites de súplicas amorosas/ Direi apenas que sou teu/ No incondicionável medo perder-te/ De não mais ver-te/ De não mas ter-te/ Amanhecendo um novo cálice substancial/ Ao qual beberás o néctar eterno da glória/ Estendido pelos vales alcalinos inatingíveis/ Para aqueles que não desfrutam do nosso amor." Rodrigo Cupelli

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

"O inferno é perder a capacidade de amar."
Lea Waider
“Quero que você me toque no meu lado de dentro e me chame pelo nome”

JORRAR


"Deixa eu ser impetuosa e jorrar em teu corpo sedento de paixão?...deixa eu marcar tua boca com minha língua?...desejo que nunca míngua nesta ânsia de querer-te...deixa eu falar-te os mais lindos versos?...tornarei-me o reverso para seduzir-te...e mesmo que teu coração palpite diante de tanto querer...direi mil vezes ainda...que é somente assim que eu sei ser...deixa?” Lu@

segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

UM POEMA

“UM POEMA...falando dos amores...das dores...dos sentimentos ocultos dentro de uma noite de luar...sentimentos que afloram num céu, onde tu podes ...delirar...querer...Não mais te falarei do passado...não mais farás parte de sonhos...Como num poema...tu serás a realidade até então contida...guardada por entre as estrelas...tu serás meu, para que possas com certeza entender a tradução dos mais belos olhares...amar...desejar...como num poema” Lu@

EU SEI QUE VOU TE AMAR

"Eu sei que vou te amar / Por toda minha vida eu vou te amar / A cada despedida eu vou te amar / Desesperadamente eu sei que vou te amar / E cada verso meu será / Pra te dizer / Que eu sei que vou te amar / Por toda minha vida / Eu sei que vou chorar / A cada ausência tua vou chorar / Mas, cada volta tua há de apagar / O que essa ausência tua me causou / Eu sei que vou sofrer / A eterna desventura de viver / À espera de viver ao lado teu / Por toda minha vida."

(Tom Jobim e Vinícius de Moraes)

COMEÇARIA TUDO OUTRA VEZ

"Começaria tudo outra vez, se preciso fosse, meu amor, a chama em meu peito ainda queima, saiba nada foi em vão... A cuba-libre da coragem em minhas mãos, a dama de lilás me machucando o coração, na sede de sentir seu corpo inteiro, coladinho ao meu... Então eu cantaria a noite inteira, como já cantei, eu cantarei, as coisas todas que já tive, tenho e sei, um dia terei, a fé no que virá e a alegria de poder olhar prá trás e ver que voltaria com você... de novo viver nesse imenso salão... Ao som desse bolero vida, vamos nós e não estamos sós veja meu bem, a orquestra nos espera por favor, mais uma vez recomeçar...Mais uma vez e sempre, recomeçar... todo dia recomeçar." ( Luiz Gonzaga Jr.)

SILÊNCIO AMOROSO

"Deixa que eu te ame em silêncio. / Não pergunte, não se explique, deixe / que nossas línguas se toquem, e as bocas / e a pele / falem seus líquidos desejos. // Deixa que eu te ame sem palavras / a não ser aquelas que na lembrança ficarão / pulsando para sempre / como se amor e vida fossem um discurso / de impronunciáveis emoções."

(Affonso Romano de Sant'Anna)

domingo, 6 de janeiro de 2008

SECUNDÁRIO


"No círculo dos quatro cantos no meio, nós somos dois ou um? Abrimos os corpos as pernas, a vida adentram os poros... a seiva a cada subida e cada entrega ... rega o suor de orgasmos múltiplos sem clímax... O poder do toque nas mãos... não qualquer um mas aquele não qualquer língua... mas a sua não qualquer sexo ... mas o tanto possante que me adentra... saliva que alimenta o gozo ... extraordinário... que torna o auge... do ato... um ato ... secundário."

( Isabel Machado)

AS SEM-RAZÕES DO AMOR

"Eu te amo porque te amo, Não precisas ser amante, E nem sempre sabes sê-lo. Eu te amo porque te amo, Amor é um estado de graça E com amor não se paga. Amor é dado de graça, É semeado no vento Na cachoeira, no eclipse, Amor foge a dicionários E a regulamentos vários. Eu te amo porque te amo Bastante ou demais a mim. Porque amor não se troca Não se conjuga nem se ama, Porque amor é amor a nada Feliz e forte em si mesmo. Amor é primo da morte, E da morte vencedor, por mais que o matem ( e matam) A cada instante de amor" ( Vinicius de Moraes )